Pular para o conteúdo principal

Salvem Conan!

Há cerca de três anos eu colaborava com o sítio eletrônico da editora HqManiacs e enviei um rascunho de texto chamado “Salvem Conan” onde já mostrava o temor do encerramento da série.

Na época a revista “Conan” de Kurt Busiek & Cary Nord, voltava à distribuição setorizada e o editor falava abertamente que algumas séries relacionadas estavam dando prejuízo.

Eu acreditava que era o melhor material de Conan em anos; e se o melhor estava vendendo pouco, imaginem o resto.

Timothy Truman substituiu Busiek, que saiu lá pelos números 30, e levou a série até o 50º número, sendo cancelada e substituída nos EUA por Conan, the cimmerian.

Com vendas pequenas a Mythos acertadamente não se interessou pelo material, mesmo com a possível atenção que viria a ser gerada por um possível filme – a produção enrolada, só começou há pouco.

Agora cancela a série “Conan, o bárbaro” que trazia material p&b da série The Savage Sword of Conan e tiras de jornais, além de outros materiais.

Conan foi sinônimo de vendas durante anos na Abril. Teve tantas séries que é impossível listar sem esquecer algo. Na metade da década de 1.990 a Marvel reiniciou as duas principais séries do personagem, mas logo não renovou a licença e Conan deixou de ser publicado nos EUA. Isto, somado a baixas vendas, fez com que a Abril encerrasse a série nacional.

A Mythos assumiu, dando seqüência aos planos da Abril de republicar os números iniciais da série Conan, the barbarian, originalmente em cores agora em p&b. Depois publicaram “Conan” apenas quatro meses depois de editado nos EUA e tiveram um sucesso parcial. A série que começou com distribuição setorizada evoluiu para distribuição nacional. A festa durou cerca de dois anos e começou a retração.

O mercado está em retração! Séries vendem 30% de tiragens de menos de 10 mil exemplares. A Panini tenta fazer uma revolução e faz uma revolu$ão, onde lança revistas com valor absoluto mais baratas – e proporcionalmente mais caras – e arrisca afastar o leitor.

Resta ao leitor esperar e ver quem será o próximo da lista de cancelamentos. Títulos estabelecidos como Tex?

Talvez você assim como eu, não compre Tex ou Mágico Vento na banca, mas somente nos sebos onde o valor está entre R$ 1,00 - R$ 1,50. O mesmo vale para os mangás. Só a R$ 1,00!

O que me afasta do número novo de Tex e de Mágico Vento é o preço, não a qualidade que conheço e certifico.

Quando isto alcançará os títulos de personagens americanos como Batman e Superman?

E pior: farão alguma falta, realmente?

Salvar Conan era uma maneira de entender as deficiências do mercado e tentar corrigi-las. Conan, a série, se foi num ano que estão produzindo filme com o anti-herói.

Mais publicidade que isto impossível!

Ainda assim a Mythos fez a contas e viu que não era interessante. Fazer as contas é importante. É bom lembrar que a editora anunciou que poderá lançar especiais e encadernados com o personagem. Ou seja, ainda retêm os direitos, mas evidentemente esperará a expectativa criada por uma produção nova para cinema chegar ao mercado.

Quem mais morrerá para que percebam que há necessidade de se mudar o mercado?

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

A Saga do Quarto Mundo: Novos Deuses, volume 1 e 2

Ponto central a Saga do Quarto Mundo em New Gods (Novos Deuses em português) temos as aventuras de Orion sozinho ou auxiliado por Magtron e humanos. A parceria entre um deus e humanos seria evocada novamente em Os Eternos (1.976-78) do mesmo Jack Kirby. Em ambas as séries, após a parceria inicial os humanos seriam abandonados.

Aqui a macro-trama é que na Terra o deus maligno Darkseid tem pistas de uma fórmula chamada equação anti-vida ao qual deseja com objetivos próprios. Orion, filho de Darkseid mas criado pelo benigno Pai Celestial, é o nêmese de seu pai e está destinado a matá-lo.

Além de New Gods a Saga do Quarto Mundo foi publicada nos primeiros volumes das séries Mr Miracle (Senhor Milagre), Forever People (Povo da Eternidade) e Superman Pal's Jimmy Olsen (a única que não foi criação original de Kirby).

Originalmente New Gods foi publicada em série bimestral com onze números (março de 1972- novembro de 1972).

Em 1984 a DC Comics re-editou a série original em The New Gods,…