Pular para o conteúdo principal

Almanaque Meteoro #1

Com o perigo de cair no clichê, raramente se vê o surgimento de um novo universo.

Temos sim, visões de séries e depois percebendo que são coesas. Ou simplesmente hoje, com os setenta anos de Marvel e DC vamos lá e lemos os primeiros números, mas percebemos que não eram produzidas como um universo unificado.

Assim, ver o surgimento de um universo potencial e ainda por cima brasileiro é extremamente gratificante.

O Almanaque Meteoro é assim. Uma leitura leve, divertida e gratificante. Se há algum problema, talvez seja o tamanho da história do personagem principal, com apenas dez páginas, mas realmente não é um problema.

Meteoro é claramente inspirado no conceito do adolescente que recebe poderes, tem que aprender a controlá-los e vive entre ter que provar que é responsável para as pessoas próximas e salvar o mundo. Argumento então, de meia dúzia de personagens famosos que vão do Homem-Aranha a Nuclear (Firestorm), passando por Nova – personagem que Roberto Guedes, autor de Meteoro, tem predileção especial.

A história ainda tem um visual jovem, impactante nestes períodos em que arte inspirada por mangá vende bem, o quê também não é um defeito, e sim qualidade, pois um autor tem que estar sintonizado com tendências de mercado.

Além de Meteoro e sua origem, temos Mylar – o homem mistério, O ídolo de pedra, uma história que une Capitão 7 e Fantastic Man e uma pequena história em que une Herbie Hancock e Egberto Gismonti numa jam session, que, ótima, destoa um pouco do restante da edição mais voltado para a aventura.

Caso você se interesse em comprar entre em contato com o autor em guedesbook@gmail.com. Custa R$ 5,00 já com despesas inclusas.

Longe de apenas valorizar por ser “nacional”, podemos pensar na possibilidade real de uma criação de mercado e contato com autor, com troca de ideias e conceitas.

Parabéns ao Roberto Guedes por ter coragem de ser avant premiere e custear sua edição e que isto inspire outros.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!