Pular para o conteúdo principal

Batman #84

A Panini publica esta semana Batman #84 com Detective Comics #850 de Paul Dini, Nightwing #147 de Peter J. Tomasi, mas tudo mais é obscurecido pela final de Batman: Descanse em Paz de Grant Morrison.

Paul Dini, apesar de Contagem Regressiva – que certamente foi ruim por conta das dezenas de interferências editoriais, pelo formato já cansado e por simplesmente não acrescentar nada de relevante – não é um argumentista ruim, mas tenta usar um personagem ridículo, Silêncio, como vilão.

Silêncio foi criado por Jeph Loeb & Jim Lee no famoso arco de doze números que é uma tolice só, apesar de belamente ilustrado. Depois em Batman: Gotham Knigths das edições #50 a #75, retornou a Gotham e esteve envolvido em várias tramas com o Coringa, Charada, Hera Venenosa, nenhuma também tendo nenhuma relevância.

Dini tem dado espaço para uma série de mulheres na vida de Wayne/Batman. Zatanna, que em retrocontinuidade havia feito Batman esquecer uma informação em Crise de Identidade, fez as pazes com o amigo e esteve várias vezes presente na série, inclusive enfrentando o Coringa. Mulher-Gato também esteve presente em algumas edições e com o final de sua própria série (Catwoman volume 3) é usada aqui como alvo da vingança de Silêncio contra Batman. A edição Detective Comics #850 é comemorativa e tem mais páginas.

Em Asa Noturna mais do mesmo! Asa é convocado por Duas-Caras, personagem que quase o matou quando era Robin, para proteger uma amiga do Harvey Dent. A única novidade é que o ex-promotor que sempre foi apresentado como um louco unificado (o “Duas-Caras”) agora se refere individualmente às suas identidades.

Descanse em paz impressiona em muito no seu fim!

Grant construiu uma história que Batman sucumbe, repetindo em parte o conceito geral de “A queda do morcego”, mas o final mostra que apesar dos acontecimentos, o homem morcego sempre esteve à frente dos inimigos. Algumas sequências são inseridas para confirmar esta impressão – em especial uma sequência da época do treinamento.

“Batman: Descanse em Paz” é uma excelente série e só é triste pela confusão ao final dela relacionada com Crise Final.

Um detalhe que poderia ter sido melhor planejado pela editora.

Voltaremos a falar de Descanse em paz!

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!