Pular para o conteúdo principal

Doctor Who: The Fourth Doctor (2016)

Minha principal reclamação com adaptações de séries de TV para quadrinhos e livros é que, em geral, elas criam mais um universo derivado ou expandido, que não é uno. A série original normalmente não faz menção aos personagens e eventos narrados naquele universo expandido mesmo que a publicação dele seja ao mesmo tempo que a série que o inspirou.

Por isso Doctor Who: The Fourth Doctor me surpreende positivamente! Normalmente nas adaptações para quadrinhos de séries de TV de baixo orçamento temos personagens, situações e cenários que o orçamento não permitia na TV, especialmente na TV nos anos 1.970. 

Mas The Fourth Doctor funciona bem como apêndice da primeira temporada com o quarto Doutor (Tom Baker): tem o mesmo clima, as mesmas tiradas e mesmo que em quadrinhos os mesmos “efeitos especiais”. Além de excepcionais caracterizações dos personagens recorrentes.

Na trama o Doutor e Sarah Jane estão viajando na Londres vitoriana e se envolvem em uma trama com ciclopes e uma Medusa, além de viagem no tempo. Gordon Rennie & Emma Beeby conseguem criar uma trama que realmente lembra o clima e as nuances da 12ª temporada da série exibida originalmente em 1.974-75. Brian Williamson não faz feio na arte e consegue traduzir visualmente as limitações da época.

É uma excelente série em cinco partes, parte de um projeto de publicar séries com vários Doutores e fica a torcida para que chegue ao Brasil.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!