Pular para o conteúdo principal

Sociedade da Justiça da América: Os anos 1.990

Desde o encerramento das tramas nos anos 1.980 (em The Last Days of Justice Society, veja aqui), a SJA foi transportada para um limbo entre dimensões onde iria enfrentar eternamente o Ragnarok.

Foi um acordo de cavaleiros entre Marv Wolfman, Roy Thomas (especialmente) e a diretoria da DC Comics, que decidiu reestruturar seu universo ficcional e os personagens da equipe atrapalhariam. Deixados em uma dimensão onde não morreriam e nem envelheceriam, retornariam quando a editora necessitasse deles.

Mas o quê mudou realmente?

Entre a versão pré e pós Crise nas Infinitas Terras, a grande mudança é a ausência da trindade clássica (Superman, Batman e Mulher-Maravilha) na Sociedade, o quê realmente tinha acontecido em poucas aventuras.

A média mudança é que a DC instituía que o advento do Superman fez surgir uma Era Heróica, quando o correto era fazer surgir uma “nova” Era Heróica. Historicamente a criação do Superman em 1.938 fez surgir a era dos “super” heróis, mas agora a cronologia da DC Comics estabelecia que a Sociedade da Justiça surgiu em 1.941, mas encerrou as atividades nos anos 1.950 (veja aqui) e que o Superman surgiu no final dos anos 1.970 (tomo como base a primeira revisão da origem do homem de aço no pós Crise, a série “Homem de Aço” de John Byrne, que publicada em fins de 1.986, diz no último capítulo que sete anos após iniciar a carreira como herói, o jovem descobre sua verdadeira origem alienígena. Às contas então: 1.986-7 = 1.979; possivelmente escolhido em função do filme de Richard Donner).

A Sociedade continuou no limbo até 1.992, quando uma conjunção de fatores fez a editora rever sua política. Primeiro, o sucesso razoável da minissérie Justice Society of America volume 1 em 8 partes cujos eventos transcorriam no passado. Depois o estrondoso sucesso de Armageddon 2001 – uma série de anuais de 1.991 – que possibilitou uma continuação chamada Armageddon: Inferno, onde Tempus (Waverider) resgata a equipe do limbo para auxiliar no enfrentamento de um vilão demoníaco da série.


Ao final Tempus acha injusto devolver os heróis para a dimensão do Ragnarok e os substitui, trazendo-os de novo para a realidade e para o universo DC reestruturado.

Após a conclusão de Armageddon: Inferno, a SJA ganha uma nova série, Justice Society of America volume 2 (agosto de 1992), que irá durar apenas 10 edições, finalizando em maio de 1.993.

Com o final da série os membros passam a ser coadjuvantes de outras séries em especial, Flash (Jay Garrick) que é presença constante na revista Flash, que traz as aventuras de Wally West, Gavião Negro que tem uma breve participação em Darkstars (março de 1993) e Lanterna Verde Alan Scott que era coadjuvante constante em Green Lantern e na série Green Lantern Corps Quaterly – uma série trimestral.


As aventuras da equipe na década de 1.990 encerram-se bem cedo. Em 1.994 acreditando que matar e chocar seja a resposta para vendas, a DC Comics autoriza Dan Jurgens (Superman, Thor) a matar alguns personagens da equipe de modo a atrair a atenção dos leitores em Zero Hora.

Sociedade da Justiça da América: Os anos 1.990
Antes: The Last Days of Justice Society (aqui)

Justice Society of America volume 1 (aventuras dos anos 1.950, aqui)
Armagedon: Inferno (1.992)
Justice Society of America volume 2 (aventuras no presente, aqui)
Zero Hora (1.994)

Depois: JSA Returns (aqui)

Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

Os Vingadores vs O Esquadrão Supremo

(Ou Como as histórias não são realmente como nos lembramos)
Não tenho nenhum entusiasmo pelos encontros entre Os Vingadores e Esquadrão Supremo. Nenhum! Ao contrário acho histórias imbecis, mas talvez seja um ranço contra Roy Thomas. Explico: na infância eu odiava os Vingadores de Thomas e por extensão o próprio, mas gostava muito da arte de Conan (Buscema & Zuñiga) ou qualquer coisa feita por Neal Adams como a Guerra Kree-Skrull ou X-Men.

Já adulto um amigo disse que o sujeito era bom e eu fui reler as histórias: não eram tão ruins quanto a lembrança. Inclusive conheci e comprei os setenta números de All-Star Squadron que eram do próprio.
Por fim, descobri que metade daquilo que eu não gostava em Thomas na verdade não era dele... era do Englehart, um sujeito também superestimado pela indústria, que só acertou uma vez: em Batman!
Vencido o preconceito contra o escritor, veio o problema da maturidade: as histórias dos anos 1960 só funcionam lá, especialmente as de super-grupos co…