Moonshine v1 (2017)

Muito da trama da série “Moonshine” é entregue em seu título dúbio. “Moonshiner” é alguém que produz ou comercializa bebidas alcoólicas ilícitas; assim como também significa “luar”. 

A trama remonta ao período da proibição nos EUA, onde Lou Pirlo, um emissário de um negociante de bebidas é enviado para o interior em busca de uma negociação, já que há mercado e está aquecido e supostamente a bebida fabricada pelo provinciano Holt tem qualidade reconhecida.

Holt resiste à oferta e Lou é arremessado em um conto de horror envolvendo licantropia, segredos familiares e muita violência. Para mim a trama não é original, já que usa elementos que já vi em outra histórias, mas a costura é tão bem feita que não é possível ler de forma indiferente, por automático. Claro que há os elementos da venda de bebidas, da magia, dos negros marginalizados e relações familiares pouco recomendáveis, mas todos agregam e a maneira com que os autores abordam traz um frescor.

Produzido por Brian Azzarello e Eduardo Risso, mesmo dupla responsável por "100 Balas" da DC Comics/Vertigo, o volume reúne as seis primeiras edições e o texto está muito bom, ainda que a arte continue anos-luz à frente. Risso é um artista excelente e dono de uma narrativa impressionante.

Ainda inédito no Brasil, publicado nos EUA pela Image Comics.



Tecnologia do Blogger.